quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Queres ser o pior cego?

 
Diz o povo que o pior cego é o que não quer ver e se pensarmos no assunto constatamos que a nossa vida está cheia de tentativas de desculpabilização para a falta de coragem em assumir os nossos deveres. Fingimo-nos cegos a tantos que sofrem ao nosso redor. Inventamos desculpas como a «falta de tempo» ou a «falta de visão» - "Não vi"; "Não sabia"; "Não dei por isso"; "Ando ocupado"; "Demasiado trabalho"... E não entendo poque tem que ser assim...
Há cegueiras com muitos nomes. As nossas atitudes estão cheias de individualismo, egoísmo e egocentrismo. Tantas vezes, vivemos para a autorrealização que deixa o outro de fora. Quantas vezes, em busca do sucesso da carreira profissional, esquecemos a família e os amigos? "Vendemo-nos" facilmente, por momentos de fama tão momentâneos e fugazes... Exploramos outros para a nossa "sobrevivência" pública... "Compramos" sucesso que não nos faz mais humanos, antes pelo contrário.
É necessário ver, pedir para ver, estar atentos aos que nos rodeiam...