sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Abriu a caça ao Coelho...

Cavaco Silva indigitou, e bem, Pedro Passos Coelho como primeiro ministro e logo os partidos de esquerda vieram a terreiro mostrar a sua indignação. Imagine-se, por ventura, o que seria se o PCP ou o BE ganhassem algum dia as eleições e um Presidente da República não lhes desse o direito de governar... Era o fim do mundo, claramente. Passos Coelho tem todo o direito a formar governo, pois ganhou as eleições. Ponto.
Continuo a achar que António Costa foi a grande desilusão destas eleições. Antes, durante e depois das mesmas. Sai-lhe tudo ao lado. Tinha o senhor como um bom valor político, mas agora está bem lá no fundo da lista. Desde o imbróglio Seguro, que achou que ia ganhar as eleições com maioria absoluta e que não seria necessário esforçar-se muito para o desiderato. Enganou-se e forçou o PS à situação em que está... Devia ter-se demitido no dia das eleições e só aí, como uma nova figura aos comandos é que acharia lógico alguma negociação com os partidos à esquerda. Assim, não faz qualquer sentido negociar com quem sempre passou a vida a atacar-se, só para caçar coelhos... haja paciência!