quinta-feira, 4 de junho de 2015

Para a frente é que é o caminho...

É certo que o homem estava em fim de contrato e com algum poder negocial depois do bicampeonato e de todos os outros títulos e valorizações de jogadores... mas também por isso merecia sair do glorioso pela porta grande. Optou por dar um passo atrás na carreira e sair pela porta das traseiras. Agora terá de nascer 100 vezes para ganhar tantos títulos como os que ganhou no clube da Luz. #rumoao35